O que é Hegemonia?

O QUE É HEGEMONIA?

Um comunista, político e cientista italiano chamado Antonio Gramsci formulou o conceito de hegemonia.

Para Gramsci, hegemonia é o domínio de uma classe social sobre as outras, em termos ideológicos, a classes de trabalhadores  em especial sobre a  burguesia.

Para esse objetivo, conforme seus princípios,  necessita-se de  uma massa de manobra para possibilitar a implantação e  o desenvolvimento de sua principal teoria: o comunismo/socialismo.

Para que esse regime fosse implantado é necessário dizer que existe uma luta de classes, criar uma classe “oprimida” ou “minorias”  para servir de massa de manobra e, então, criar essa luta de classes.

A nível conceitual, a hegemonia indica um equilíbrio entre o domínio e a liderança sobre uma classe desinformada e sem cultura através de submissão material e ideológica com conceitos paternalistas.

Em sentido figurado, a hegemonia indica uma supremacia ou poder de um elemento sobre outro, podendo ser pessoas ou coisas objetivando, em caráter politico,  o poder pela tirania.

Esse cenário lembra algum governo?

Honra, Humildade ou Ceticismo?

HONRA, HUMILDADE OU CETICISMO?

Uma Fantástica contradição sobre a tricotomia humana entre o ateu o cético e o crente, discordam do mesmo ponto de vista utilizando-se das mesmas ferramentas; a razão e a lógica.

Prova incontestável que o ser humano é resposta natural de um sistema operacional mental e intelectual impar e pessoal que processa; caráter, personalidade e a índole sendo alimentados e influenciados pelos elementos da própria genética, ambiente e cultura adquirida.Quando utilizados uníssonos no campo físico, biológico, psicológico e espiritual esses elementos  processados e compartilhados,  podem proporcionar conclusões totalmente adversas à  realidade objetiva ou formal, principalmente quando comparados à reflexão e resposta pessoal de outro indivíduo baseada em cenários e roteiros iguais.

Podemos concluir que, mesmo acertados com o nosso ponto de vista e com absoluta certeza do nosso juízo, poderemos estar sendo traídos pelos nossos próprios elementos naturais o que permite o desvio natural do consciente da verdade.

O mais confiável é utilizar as palavras de Sócrates; “SÓ SEI QUE NADA SEI”.

Seja ateu, cético ou crente; “DIANTE DA HONRA VAI A HUMILDADE”.
Prov.: 15:33

Objetivos Estratégicos da Logística Reversa.

 Objetivos Estratégicos da Logística Reversa

O objetivo  principal desta atividade é apresentar o enorme potencial de ganhos e sustentabilidade que podem ser auferidos mediante o planejamento e execução de uma logística integrada no setor de piscicultura na criação de Tilápias no Brasil, principalmente no que se refere ao peixe “in natura”, por sua característica sem que se dispusesse, entre a maioria dos produtores, de uma infra-estrutura e condições técnicas de  manuseio e manejo.

Entretanto, entre muitas dificuldades, os produtores visualizaram uma oportunidade de aumento de ganhos através do couro e também dos resíduos da criação de tilápias.  Vísceras de tilápias pescadas no açude, que eram descartadas no meio ambiente, foram transformadas em silagem assim como em óleo rico em ômega 6 por empresas especializadas entre vários subprodutos comercializados como insumo para indústria de ração. Quanto ao couro da tilápia que antes era descartado foi transformado em produtos artesanais. Essa atividade tornou-se uma nova  fonte de renda para as famílias das pessoas envolvidas na exploração da criação da Tilápia.

Os resíduos que antes eram dispensados nos mananciais retornaram como ração servindo de alimento no manejo da criação, além de não descartar o resíduo da produção pesqueira na natureza, diminuiu o impacto ambiental promovendo o aumento da sustentabilidade econômica do setor.

Ações de conscientização ambiental dos criadores para que o descarte dos resíduos ocorresse de modo adequado foram fundamentais e geraram impacto positivo na imagem dos produtores beneficiando a negociação, tanto do lucro como a comercialização do produto final.

A Logística Reversa, neste cenário, se mostra como a condição de competitividade que possibilita, na cadeia de valor, produzir e distribuir ao menor custo  e na forma que o consumidor deseja, pois a vantagem competitiva deu-se através do aproveitamento das vísceras na cadeia produtiva e do couro como subproduto.

A função da Logística é exatamente fazer com que os consumidores tenham os produtos quando e onde quiserem e na condição que desejam, racionalizando os recursos necessários, estando aí o seu enorme potencial de ganhos, podendo ser de preservação ambiental, econômico, financeiro ou de imagem.